1 de fevereiro de 2011

Ampulheta de Amores

Acalorado pelo frio
de insólita indiferença,
em busca vai
de sua ampulheta de amores.
Achou por todo o tempo
que fosse de coração aberto,
quando a ampulheta
era de grãos amados
que passavam rápido.
Virou há tempo
o amor uma vez,
para torturar-se enquanto via
areia correr em sordidez.
Sentia na pele cada grão
do vidro da ampulheta velha
e triste enferrujada,
que em pouco tempo passava.
Sentia muito por breve
aquilo que logo
não lhe era nada.
Assim perdurava a relação
até que passassem todos os grãos,
o obrigando novamente
a virar a ampulheta em vão.
Virando, rodava e girava
a ampulheta falha.
Esperança tinha
de que a ampulheta
de tanto girada
e revoltada, algum dia
falhasse em falhar
na estrutura embicada,
e pudesse travar um dos grãos,
emperrando a todos os outros
e ao tempo na transição.
Poderia sentir, então,
como uma pré-saudade,
o que seria amar forte
o grão certo em sumidade.

52 comentários:

Nina Aubasi disse...

Sem palavras, sinceramente!
Maravilhoso.

carol disse...

Vc escreve muito bem!

Andre Mansim disse...

Muito bom!
A idéia, a forma de escrever, o texto em sí!
Parabens!

Aparece no meu blog pra conhecer!

Suzana disse...

Muito perfeito..
Parabens!


http://www.suzanaaferreira.blogspot.com/

Magalli disse...

BAZINGA! Isso foi lindo!

Sabe costurar as letras, sabe usar as palavras, estou anestesiada! O_O




meu: http://www.mundomudoouvidossurdos.blogspot.com/

Minerva disse...

amor amor, o que seria do mundo sem esse sentimento

otimo texto ^^

Aline Pereira Silva. disse...

Olá. Gostaria de parabenizar-te pelo blog.
É bélissimo, você escreve muito bem!
Estou seguindo!

Beijo

http://noitesnostalgicas.blogspot.com/

lucasamtlsp disse...

ñ entendi mas parece legal hahah

Eduardo o/ disse...

bonitinho

http://oarlecrim.blogspot.com/

karina de lima disse...

eu achei tão fofo .parabéns .



http://www.blogescolhas.co.cc/

visitemongohelson disse...

É meu amigo! Os sentimentos são fortes e o tempo é curto... Já vejo a areia caindo!

Lua disse...

A ampulheta resume bem, mas creio que os sentimentos sejam curtos, e o tempo rápido...

Paulo Cheng (Rico) disse...

ELOGIAR ESSE TEXTO É CHOVER NO MOLHADO. VC DEVIA, QUEM SABE, INVESTIR NESSE TALENTO PARA LANÇAR ALGUM LIVRO OU ALGO PARECIDO.

TEU BLOG É MUITO BOM.

Renan Diniz disse...

Ola, adorei seu texto!!!
Parabéns pelo blog!!!

Conot com sua visita no meu também!

Um grande abraço!

Victor Von Serran disse...

não dei calote velho, como tinha acabado de postar em uma comunidade, não postei na outro por ser do mesmo post, mas sempre retribuo seus comentarios e não entendi porque dessas afirmaçoes.

de qualquer maneira tudo bem

sucesso

Camila . disse...

Você transformou o amor em palavras muito, muito, muito lindas. Parabéns pela sua sensibilidade e o dom de escrever.

www.teoria-do-playmobil.blogspot.com

IsyLírio disse...

maneiro gostei da maneira em que vc se expressa ^^
continue assim .

Débora disse...

Eu vivo na esperança que a ampulheta se revolte! Mas não adianta, é necessário virar a ampulheta e recomeçar! Belíssimo!

Rafael Bardo disse...

um dos melhores textos que li recentemente! Parabéns
vou seguir!

ADILSON JORGE disse...

Vc tem talento. Gostei!

Abraços
http://ceucaindo.blogspot.com/

Leonardo Marques disse...

Acho tão interessante o poder de uma ampulheta. Como alguns grãos de areia conseguem preender a atenção por minutos. Boas metaforas...

Guilherme disse...

A amplheta sinceramente é um objeto muito interessante você conseguiu "descreve-lá" de várias formas e muito bem!

KGeo disse...

o texto é bom o título que me incomoda um pouco

Filipe Dias disse...

A ampulheta é msm um bom simbolo para o Amor, começa cheio e vai acabar, e mesmo que a gente vire para começar, sera outro amor na msm ampulheta, outro tempo.

parabens

http://umcontoemeio.blogspot.com/

Steffi de Castro disse...

"Como uma pré-saudade"... Lindo!

Xiclique disse...

Muito bonito, nem parece que você que fez rs...
----------------------------------------------
http://xiclique.blogspot.com

Xiclique disse...

Muito bonito, nem parece que você que fez rs...
----------------------------------------------
http://xiclique.blogspot.com

William disse...

A ampulheta mantém a estrutura sem tortura.
Necessário é deixar o tempo passar.
Abraço

Barbara Nonato disse...

Sei que o tempo passa, mas ainda espero minha ampulheta entalar-se com um grão qualquer, fazendo com o amor possa enfim durar...
Lindo, João! mais uma vez uma obra perfeita.

Rogerio disse...

belas palavras,,,muito bom o texto...senti sentimentos na escrita...

J.R. disse...

Muito bonito o seu texto!!! Parabéns pelo blog. Abraço.

Luciano Castro disse...

é cara, não tem nem como falar outra coisa nao, se manda bem demais,,
TE DEDICO!!!

Bruna ૪ disse...

Mt bom !!

Rômulo disse...

Tem vezes que agente não escreve a poesia ,ela simplesmente salta de dentro de nós.Vi mais um exemplo disso agora.
parabéns

Karla Hack dos Santos disse...

Acho que foi um de seus textos que mais gostei...
Me fez sentir antes de pensar!

;D

Renan Leal disse...

Oi, João, não entendi seu comentário no meu Blog, mas achei bonito e ineteressante, explica pra mim... Você disse: "eu estou indo buscar meu lugar no futuro, e você?"

=)

Confissões disse...

Peeeeeerfeito, amei.. e com certeza to te seguindo se puder seguir de volta http://desabafodeumalunatica.blogspot.com/

Clube do Filme disse...

Muito bom seu texto.. faz pensar!! Abraço

bia santos disse...

Minha ampulheta se quebrou, meus amores se foram e não vão voltar...

(By Rafaela Malon) disse...

Estou curtindo teu blog, vou passar mais vezes aqui =]

Anderson Petroni disse...

Muito bonita esta imagem da ampulheta! Adorei a construção do poema. Sem dúvida há algo de interessante nos amores passageiros, mas as relações q vencem o tempo tem o gosto do desafio e de contínua criação: raros grãos... Dá um pulo no meu blog:

http://delitospequenos.blogspot.com/

Pobre esponja disse...

Sumidade: muito bom descobrir uma nova palavra.
Parabéns pelo texto.

sucesso
abç
Pobre Esponja

MikaelMoraes disse...

falar o q? os seus textos são ótimos
me perco nos comentários
parabéns
http://mikaelmoraes.blogspot.com
visite-nos e comente tmbm

Aline Cruz disse...

Muitooo bom... adoreii o textoo..parabénns..

Denyze disse...

Nossa!!! Vc escreve muito bem... Difícil achar um blog que vc se interesse de ler mais do que o ultimo post. Li vários agora...todos tão bom quanto este!
Parabéns!

Francisco Jamess disse...

poemas sem rimas e com poesia são os melhores.

tô te seguindo =]

se quiser passa lá também: http://monologoscomdeus.blogspot.com/

abraço

Gustavo disse...

Muito bom o texto! Voce mesmo que escreve?
Parabens pelo blog!

Alysson Gustavo do Intelectonizando.

Jefferson Reis disse...

Acho que minha ampulheta esta quebrada.

Dabliu disse...

muito bom seu blog, gostei demais

te seguindo
http://www.dabliugames.blogspot.com

Tanny disse...

cool =D
http://hypeseverina.blogspot.com/

Anônimo disse...

Ahh você postou esse que eu amei *-*
Sobre amores passageiros... E o final ficou ótimo também, a esperança/espera de que a ampulheta "falhasse em falhar" e assim permitir-se amar o "grão certo" (adorei essa expressão). Muito bom!
Julia Vital.

Anônimo disse...

TEXTO LINDISSIMO..VC. É UM ESCRITOR NATO.APROVEITE E LANCE SEU LIVRO ,SERÁ SUCESSO COM CERTEZA.. PARABÉNS!!!