21 de julho de 2014

nota de esclarecimento

Hoje é segunda-feira, 12 de maio de 2014. Acordei 8h no susto. Devia ter acordado no máximo umas 7h pra aula mas passei a noite editando um vídeo que queria fazer e acabei dormindo demais. Saí correndo pra aula de Literatura e consegui chegar umas 8h15, e aí pensei que não valia mais a pena entrar na sala porque faltavam 5 minutos pro final da aula. Esperei a turma sair e expliquei pro professor que tinha dormido demais. Beleza, fomos pra aula de Física. A professora voltou um pouco no conteúdo, aí pediram a correção dos exercícios da aula passada. Vi que tinha feito alguns e lembrei que não fiz todos porque comecei a me irritar porque não entendia a matéria direito e larguei de mão. Devia ter me esforçado mais nesse dia dos exercícios mas fiquei pensando numa garota que eu tinha ficado num fim de semana fora da Escola que ficava falando espanhol e tava bem chapada e como tinha sido meio bizarro mas pelo menos ela era gata. Daí na aula fiquei pensando que tinha que estudar mais Física pro vestibular. A professora voltou na explicação que eu já não tinha entendido e continuei sem entender. Um pessoal da turma já tinha super assimilado o que ela tava falando e fazendo comentários à frente da matéria, então pensei que ia ser melhor mesmo pedir ajuda pro Gabriel depois que sabia tudo e com ele eu sempre entendia. Além de tudo ainda tava meio lesado de sono e pedi pra professora pra ir no banheiro lavar o rosto. Fui, lavei e aproveitei pra passar na sala dos professores e pegar um café. Voltei pra sala depois de esbarrar com um cara que nunca tinha visto na vida e que me deu um bom dia tão performático que me assustei, resolvi os exercícios que consegui e acabou a aula. Ok, aí as aulas foram passando até a hora do almoço. Já tava louco de fome e fui ver que tinha caído na mesa de um professor que não gostava tanto, mas na mesa tava também a Marcela e pensei que ia colar nela. Beleza, sentamos pra almoçar, almoçamos e o professor falando umas coisas nada a ver, e eu pensando que tinha que ser menos monossilábico e comer um pouquinho mais rápido se não ia ser o último como sempre e comer tendo que assistir às pessoas me assistindo comendo, essas coisas. Acabou o almoço, o molho de pimenta não rodou pra mim e fui embora não tendo que limpar a mesa. Cheguei no quarto e arrumei a zona que tinha deixado de manhã. Arrumei a cama, a gaveta dos uniformes, a escrivaninha e tal. Aproveitei até pra varrer o quarto em vez de só passar um pano em cima do resto de pó de desodorante pra pé que ficou lá no chão, como eu costumava fazer. Aí deu a hora da aula e no que eu tava saindo do prédio esbarrei com o Vinicius. A gente foi andando e ele perguntou por que eu não tinha respondido a mensagem dele, falei que tinha saído correndo de manhã e tinha esquecido o celular no quarto. Chamei ele pra ir na Toca mais tarde, ele disse que ia ver, nos abraçamos e fui pra Biologia. Fiquei a aula toda pensando como era um saco ter que se cumprimentar ou se despedir do cara que você fica com um abraço. Não por causa do abraço porque abraço é ótimo mas porque o Vinicius tinha que se preocupar tanto, sei lá. Vivia dizendo que não queria que a Escola chamasse ele pra conversar por causa disso e que por isso era melhor deixar mais quieto, se preocupava com os outros o tempo todo, ficava se vigiando pra não deixar as pessoas vigiarem ele. Praticamente não conseguia nem ouvir o que o professor tava falando de tanto que eu lembrava o quanto o Vinicius era desnecessário nesse sentido e como a Escola era chata só pelo fato de que em qualquer lugar que você esteja vai ter alguém te olhando mesmo que não queira. Tava nem aí e queria me despedir com beijo mesmo. Até que o professor começou a explicar como iam ser os trabalhos do final do bimestre e caí na aula porque fiquei preocupado. Na boa eram muitos trabalhos pra entregar tipo em um mês que faltava pras férias. Peguei minha agenda e fui pensando como organizar os trabalhos com os das outras matérias, quando eu ia fazer e com quem. O planejamento ficou lindo e pensei que tinha que conseguir fazer tudo dentro daquele esquema pra não me enrolar mais porque ainda tinha que estudar Física. A aula acabou e a gente foi pra outra e depois pra outra e chegou o lanche. Não tava com fome e resolvi ir pro prédio ver se arrumava horário na lavanderia. O final da tarde tava com o céu super azul de outono. Cheguei lá e não tinha um horário bom até o final da semana e aí pensei que não podia ficar até o fim de semana sem lavar roupa então subi peguei minhas roupas e coloquei pra lavar ali no horário do lanche mesmo. Era o tempo de trocar de roupa, pegar as coisas e ir pra biblioteca resolver o trabalho de Sociologia pra quarta. Peguei o celular no quarto pra chamar o pessoal e vi duas mensagens chamando pra ir tomar tereré atrás do ginásio. Fui na varanda e vi que o final da tarde tava mesmo com o céu super azul de outono e resolvi ir tomar tereré. Liguei pra Isa e ela já tava na biblioteca mas acabei convencendo ela de ir com a gente. Depois mandei mensagem pro Vinicius chamando também. Levei o computador e o material de Sociologia pra trás do ginásio e fiquei o resto da tarde com o pessoal tomando tereré e engasgando com o trabalho de Sociologia, mas fazendo né. Acabou que o Vinicius foi também. Daí alguém falou pra gente aproveitar o resto do sol e tomar banho de mangueira e todo mundo animou, ligamos a mangueira da piscina e ficamos lá. Todo mundo na mangueira e eu ficava olhando pro Vinicius e pensando como ele era gato. Falei pra ele pra gente jantar junto no último tempo porque tinha Francês no próximo e ia com a Isa pra biblioteca no terceiro terminar o texto de Sociologia. Beleza, fui pro quarto me secar e aí pro Francês. Foi ótimo primeiro porque eu adorava ir pro Francês e depois porque consegui amarrar uns rascunhos de Sociologia aqui e ali. Cheguei na biblioteca com quase tudo pronto pra juntar com os textos da Isa e terminamos até rápido. Deu tempo de separar o que cada um ia fazer pro primeiro dos milhões de trabalhos de Biologia e de ir atrás do pessoal do grupo de Química pra pegar os resumos que iam entrar pro PowerPoint que eu tinha ficado de montar. Peguei todos no pen drive e passei na sala da saúde pra ver se tinha horário pra doutora Cris na semana. Me perguntaram o que eu tinha pra ir na Cris. Perguntam sempre e eu respondo sempre que não interessa porque fico envergonhado de justificar consulta. Acabou que tinha horário pra sexta, marquei e antes de sair da sala ainda me perguntaram quem tinha autorizado o banho de mangueira mais cedo. Disse que ninguém, e aí me deram o toque de que na próxima vez a gente tinha que avisar pra eles colocarem na programação. Daí fui jantar com o Vinicius e comemos até rápido. Ficava olhando pra ele e pensando como ele era gato. A janta toda. A gente terminou e faltava aí uma meia hora pra entrar no prédio. Ele falou pra gente ir deitar no campo antes de entrar. Concordei logo porque só pensava em como ele era gato e deitamos bem no meio do campo onde é mais escuro e ficamos lá se pegando até dar a hora. Quando a gente tava voltando pro prédio me chega Andressa dizendo que tavam me chamando rapidinho lá na sala da coordenação, urgente. De cara suei achando que tinha a ver com o campo mas enquanto andava pra lá pensei que não fazia sentido se ela não tinha chamado o Vinicius também. Cheguei lá e me cumprimentaram perguntando o porquê da minha pele seca, não entendi nada. Depois vieram me falar que precisavam de um relato escrito de como era um dia no cotidiano de um aluno Escola Sesc. Perguntei pra quando e disseram que era urgente pra amanhã. Então voltei pro quarto meio chateado meio afobado que ainda tinha que montar o PowerPoint de Química e escrever esse troço. Beleza, cheguei e fui catar minhas roupas na lavanderia e trouxe pro quarto, larguei em cima da escrivaninha e fui me arrumar, tomar um banho que tava precisando, aí sentei pra começar a montar o PowerPoint. Abri os resumos e vi que alguns tavam com a ortografia super errada, outros super mal formatados. Respirei e comecei a ajeitar tudo. Tudo no slide imenso que não terminava nunca. Daí comecei a reler a minha parte pra não esquecer qualquer coisa na apresentação de amanhã e terminei. Daí fui dobrar minhas roupas no escuro com a luz do computador porque o Lucas já tinha ido dormir. Foi que já era quase meia-noite quando eu comecei a escrever isso pra coordenação. Espero que não rejeitem. Tô morrendo de sono e provavelmente também vou acordar atrasado amanhã.

Nenhum comentário: