13 de outubro de 2014

o som

ver todo sol que nasce e todo sol que se põe
e perceber muito perceptivelmente que a terra está girando.
 meio que não anda meio que não fala meio que veio.
carinhos vêm e se perdem ou mesmo não vêm.
continuam perdidos em fazer e desfazer ou deixar de fazer,
 deixar pra depois, pra um minuto seguinte que vai chegar.
e um ponto óbvio é esse gosto metálico na boca,
assim como a porta é tão funda quanto parece
e as imagens são marcadas pelo filme fotográfico.
rede de casal
cama de viúvo
sofá pra um:
poltrona reclinável no escuro.

a sugestão é muito mais forte que a exposição.
ainda anestesiado com a confusão da descoberta
em volta da ideia de eternidade
e essa relação clara com as pessoas
sem intenções etno nem egocêntricas
mas qualquer coisa fica mil vezes mais potencializada
e poderosa
quando envolve pessoas.

é tanto que preencheu preencheu preencheu tanto
e transbordou.
evaporou aos poucos ao sol.
mais fácil mesmo ir atrás de sons
que representem estados de espírito
do que transitar entre estados de espírito
que acabam por representar sons.

o som
fonético
carismático
magnético
elétrico
cósmico
hipnótico
tétrico
tântrico
cítrico
psíquico
hermético
exótico
romântico
hipotético
característico
platônico
esférico
periférico
estético
virgínico
páprico
estrábico
tropicálico
mímico
épico
bucólico
ilógico
histórico
prático
metódico
cêntrico
único
idêntico
cinematográfico
aracnofóbico
excêntrico
plástico
enigmático
frenético
américo
tréplico
polêmico
irônico
tóxico
téxico
emblemático
holográfico
paradigmático
fálico
enérgico
térmico
gimnospérmico
atmosférico
entusiástico
alcoólico
tônico
atômico
cênico
nostálgico
lúdico
doméstico
transgênico
sarcástico
psicodélico
cíclico
orgásmico
orgástico
orgasmático
e sádico.